Motivos para apoiar seu sindicato

(Foto: Reprodução Internet)

Durante este angustiante período de crise econômica e política pelo qual estamos atravessando, acredito mais que nunca na necessidade da existência das entidades sindicais profissionais como um contraponto aos interesses patronais. Historicamente, em todas as situações de dificuldade, nas chamadas CRISES, nós trabalhadores somos os primeiros penalizados. Precisamos ser vistos através dos olhos patronais como a solução para manter ou aumentar seus lucros em tempos difíceis, pois infelizmente a grande maioria ainda não entende que somos parceiros, os colaboradores que fazem seus negócios funcionarem, e não ferramentas usadas apenas para produzir lucro. Diante de um Ministério do Trabalho sem fiscais ou condições mínimas de prestar o atendimento necessário, só nos resta as entidades sindicais para tentar equilibrar a enorme disparidade existente na relação CAPITAL X TRABALHO. Os sindicatos são fundamentais para a manutenção e defesa dos direitos conquistados durante todos esses anos, digo isso com a autoridade de quem convive no dia a dia com os dois lados da moeda, já que fazendo parte da diretoria do SEAAC de São José do Rio Preto e Região, tenho contato direto com trabalhadores, compartilho de seus anseios, expectativas e medos, mas também muitas vezes me coloco à disposição para conversas com os patrões pois participo diretamente das negociações coletivas de trabalho das categorias que representamos. Vejo e sinto na pele, na maioria dos casos, a indiferença dos muitos empresários que ainda têm essa visão retrógrada dessa relação, como também sinto a evolução em alguns que já começaram a entender que os trabalhadores são o maior patrimônio de uma empresa, mas em qualquer um dos casos, sejam eles bons ou maus patrões, sem o sindicato não existiria a preservação ou conquista de novos direitos e benefícios, principalmente em tempos de crise. Aliás, é justamente nesses momentos que o mau empresariado se une para lesar o direito do trabalhador e cabe aos sindicatos estarem atentos e vigilantes para a defesa da categoria.

FER_8990

José Eduardo Cardoso

Presidente do SEAAC de São José do Rio Preto