O que muda com a aprovação da Reforma Previdenciária?

(Foto: Reprodução Internet)

O brasileiro se aposenta em média aos 58 anos de idade e a grande maioria, cerca de 2/3, ganha 1 salário mínimo, mas isso irá mudar. Aprovada a reforma previdenciária proposta por esse Governo leviano, o primeiro cenário que muda é o da idade, pois todos os brasileiros precisarão ter no mínimo 65 anos de idade para poder solicitar a aposentadoria. Outro ponto que mudará é a renda mínima, já que a PEC do Teto retirou a obrigação de se garantir o salário mínimo como o valor mínimo das aposentadorias, ou seja, em pouco tempo teremos a maioria dos aposentados recebendo menos do que o salário mínimo nacional. Logo os aposentados que sempre reclamaram da defasagem de seus benefícios que cada ano que se passava ficavam mais próximos do salário mínimo. O motivo dessa queixa era porque nos últimos 14 anos, o Governo implantou uma política de valorização do salário mínimo, que era reajustado sempre acima da inflação, enquanto que o reajuste das aposentadorias ficava limitado à inflação do período. Aprovada a reforma da previdência, essa equiparação deixa de acontecer e o reajuste dos benefícios pode ser maior ou menor que o do salário mínimo, o que irá gerar distorções. Políticas sociais não servem apenas para os pobres, na verdade são necessárias para evitar a proliferação da extrema pobreza, que gera problemas de saúde, educação e segurança pública. Cuidar dos menos favorecidos gera crescimento ao país.

lazaro-site-327x1024

Lázaro Eugênio

Presidente do SEAAC Bauru e Região